Ativação ausente do córtex orbitofrontal na cacosmia e cacogeusia persistentes após COVID-19

Princípios

  • O comprometimento da via olfativa central, envolvendo amplamente o córtex orbitofrontal (COF), pode desempenhar um papel na etiologia subjacente de sintomas gustativos e olfativos persistentes em pacientes após a infecção por COVID-19.

Por que isso importa

  • As disfunções olfativa e gustativa são correlatos estabelecidos da doença pelo coronavírus 2019 (coronavirus disease, COVID-19). No entanto, a investigação dos mecanismos neurais correspondentes subjacentes usando imagem por ressonância magnética funcional (RMf) nesses pacientes é incomum.

  • O papel potencial do COF nos sintomas gustativos e olfativos na COVID-19 destaca a importância de exames de imagem na elucidação dos mecanismos subjacentes dessa doença. Pouco se sabe sobre os efeitos persistentes da COVID-19, portanto, a pesquisa multimodal é valiosa tanto para maior compreensão quanto para o desenvolvimento de estratégias de tratamento para pacientes no futuro.