Inteligência artificial auxilia na detecção de quedas em residentes com demência

O uso de inteligência artificial (IA) pode ajudar a detectar quedas em residentes com demência e melhorar a resposta, diz uma nova pesquisa.

De acordo com Juliet Holt Klinger, do Brookdale Senior Living, em Chicago, Illinois, EUA, residentes com demência são duas vezes mais propensos a sofrer quedas do que aqueles sem demência. Quedas são responsáveis por um quarto das hospitalizações de residentes e várias delas (até 80%) são quedas “silenciosas”, que não são detectadas.

Portanto, Holt Klinger e colegas conduziram um estudo piloto para avaliar a capacidade da IA em reconhecer quedas em residentes com demência. Conduzido em dois locais (uma casa de repouso/reabilitação e uma instituição de longa permanência), o estudo exigiu consentimento livre e esclarecido dos familiares dos residentes antes da participação.

A Ology Medical Education é uma fornecedora global de educação médica independente. Sua missão é fornecer aos profissionais de saúde informações médicas confiáveis de alta qualidade, com o objetivo de ajudar a otimizar o tratamento dos pacientes.

A Ology Medical Education não assume responsabilidade por quaisquer lesões e/ou danos a pessoas ou propriedade decorrentes de negligência ou de outra razão, nem por qualquer uso ou operação de quaisquer métodos, produtos, instruções ou ideias contidos neste material. Devido aos rápidos avanços nas ciências médicas, a Ology Medical Education recomenda que deva ser feita a verificação independente de diagnósticos e dosagens do medicamento. As opiniões expressas não refletem as opiniões da Ology Medical Education ou do patrocinador. A Ology Medical Education não assume responsabilidade por qualquer material contido neste documento.