Associação entre a síndrome inflamatória multissistêmica pediátrica e a COVID-19

Princípios

  • Um paciente positivo para SARS-CoV-2 com critérios para síndrome inflamatória multissistêmica pediátrica (SIM-P) desenvolveu encefalopatia reversível com lentificação moderada no eletroencefalograma (EEG) e lesões talâmicas bilaterais; o tratamento contínuo de sua síndrome inflamatória melhorou esses marcadores.

Por que isso importa

    Compreender a etiologia associada com manifestações neurológicas em crianças com SARS-CoV-2 ajudará a melhorar os tratamentos e resultados relacionados.