Células-tronco mesenquimais autólogas têm um efeito positivo na esclerose múltipla progressiva

Princípios

  • Indivíduos com esclerose múltipla (EM) progressiva que foram tratados com células-tronco mesenquimais autólogas (Mesenchymal Stem Cells, MSC), por via intravenosa ou intratecal, apresentaram melhoras nas pontuações da escala expandida do estado de incapacidade (Expanded Disability Status Scale, EDSS) e tiveram menos recidivas.

Por que isso importa

    Este estudo deve ser usado como base para futuros estudos clínicos e apresenta evidências clínicas para a segurança da administração de MSC em indivíduos com EM progressiva que anteriormente não tinham a necessidade de tratamento atendida.

A International Medical Press é um fornecedor global de educação médica independente. Sua missão é fornecer aos profissionais de saúde informações médicas confiáveis de alta qualidade, com o objetivo de ajudar a otimizar o tratamento dos pacientes.

A International Medical Press não assume responsabilidade por quaisquer lesões e/ou danos a pessoas ou propriedade decorrentes de negligência ou de outra razão, nem por qualquer uso ou operação de quaisquer métodos, produtos, instruções ou ideias contidos neste material. Devido aos rápidos avanços nas ciências médicas, a International Medical Press recomenda que seja feita a verificação independente de diagnósticos e dosagens do medicamento. As opiniões expressas não refletem as opiniões da International Medical Press ou do patrocinador. A International Medical Press não assume responsabilidade por qualquer material contido neste documento.