Abordagem por biofeedback e realidade virtual reduz o uso de medicamentos na enxaqueca crônica

De acordo com novos achados de um estudo apresentados na reunião anual da AAN [American Academy of Neurology (Academia Americana de Neurologia)] 2022, o uso de um dispositivo combinando biofeedback e realidade virtual (RV) reduz o uso de medicação aguda em pacientes com enxaqueca crônica.

A terapia comportamental, incluindo biofeedback, demonstrou melhorar os desfechos da enxaqueca episódica, disseram os pesquisadores da Universidade de Washington (University of Washington) em Seattle, Washington, EUA.