neurodiem-image

Estudo de biomarcador sanguíneo mostra benefícios da combinação de p-tau181 e p-tau231

Um estudo de biomarcadores plasmáticos de tau fosforilada (phosphorylated tau, p-tau) demonstrou que p-tau181 e p-tau231 fornecem informações complementares em vez de sobrepostas.

Os pesquisadores sugeriram que o uso da combinação de epítopos de p-tau pode oferecer informações adicionais para caracterizar melhor a patologia da doença de Alzheimer (DA) tanto em contextos clínicos quanto de pesquisa.

Na AAIC [Alzheimer’s Association International Conference (Conferência Internacional da Associação de Alzheimer)] 2021, Pamela Ferreira, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em Porto Alegre, Brasil, relatou descobertas de um estudo com 277 indivíduos: 38 com doença de Alzheimer (DA), 54 com comprometimento cognitivo leve (mild cognitive impairment, MCI), 30 adultos jovens sem comprometimento cognitivo e 155 idosos sem comprometimento cognitivo. Os indivíduos com DA ou MCI foram classificados como cognitivamente comprometidos.