Infecções cerebrais e epilepsia

Princípios

  • Epilepsia é uma sequela comum de vários tipos de infecção cerebral em adultos, e o tipo, a gravidade e a propensão a crises na fase aguda influenciam o risco subsequente de epilepsia.

Por que isso importa

  • A epilepsia adquirida, secundária à infecção cerebral, é bem documentada, especialmente em países em desenvolvimento. No entanto, nos dias atuais há uma escassez de pesquisas baseadas na população que detalhem o risco de epilepsia pós-infecciosa para vários tipos de infecção em países desenvolvidos.

  • A associação entre infecções cerebrais e epilepsia tem consequências importantes no desenvolvimento e oferta de estratégias de tratamento personalizadas, desde a hospitalização inicial até os acompanhamentos de curto e longo prazo, de modo a reduzir o risco ao máximo.