Estrutura cerebral na esclerose lateral amiotrófica e na demência frontotemporal

Princípios

  • A difusividade média cortical (cortical mean diffusivity, CMD) é um biomarcador potencialmente útil para o estudo da neurodegeneração cortical extramotora no espectro clínico da demência frontotemporal e da esclerose lateral amiotrófica (DFT-ELA).

Por que isso importa

  • Estudos sugerem que a ELA e a DFT não são condições distintas, mas se encontram em um espectro clínico e patológico; no entanto, correlações corticais inerentes às alterações extramotoras e cognitivas/comportamentais desse espectro não são compreendidas com clareza.

  • A identificação de um biomarcador inicial para alterações microestruturais sutis que antecedem a perda da substância cinzenta ao longo desse continuum pode ser relevante para o desenvolvimento de estratégias de tratamento direcionadas para cada etapa, e pode afetar de maneira significativa a longevidade e a qualidade de vida do paciente.

A International Medical Press é um fornecedor global de educação médica independente. Sua missão é fornecer aos profissionais de saúde informações médicas confiáveis de alta qualidade, com o objetivo de ajudar a otimizar o tratamento dos pacientes.

A International Medical Press não assume responsabilidade por quaisquer lesões e/ou danos a pessoas ou propriedade decorrentes de negligência ou de outra razão, nem por qualquer uso ou operação de quaisquer métodos, produtos, instruções ou ideias contidos neste material. Devido aos rápidos avanços nas ciências médicas, a International Medical Press recomenda que seja feita a verificação independente de diagnósticos e dosagens do medicamento. As opiniões expressas não refletem as opiniões da International Medical Press ou do patrocinador. A International Medical Press não assume responsabilidade por qualquer material contido neste documento.