Anormalidades microestruturais no cérebro podem servir como um biomarcador diagnóstico para distonia?

A falta de biomarcadores objetivos de distonia significa que o diagnóstico pode ser postergado em até 10,1 anos. No MDS 2020, pesquisadores da Enfermaria de olhos e ouvidos de Massachusetts (Massachusetts Eye and Ear Infirmary), em Boston, EUA, apresentaram dados sobre a DystoniaNet, uma plataforma pela qual diagnósticos podem ser feitos com precisão (precisão diagnóstica de 98,8%) e rapidez (0,36 segundos).

Primeiramente, eles obtiveram dados não processados de ressonância magnética (RM) estrutural de 392 pacientes com três formas de distonia isolada (laríngea, cervical e blefaroespasmo) e 220 controles saudáveis.

A Ology Medical Education é uma fornecedora global de educação médica independente. Sua missão é fornecer aos profissionais de saúde informações médicas confiáveis de alta qualidade, com o objetivo de ajudar a otimizar o tratamento dos pacientes.

A Ology Medical Education não assume responsabilidade por quaisquer lesões e/ou danos a pessoas ou propriedade decorrentes de negligência ou de outra razão, nem por qualquer uso ou operação de quaisquer métodos, produtos, instruções ou ideias contidos neste material. Devido aos rápidos avanços nas ciências médicas, a Ology Medical Education recomenda que deva ser feita a verificação independente de diagnósticos e dosagens do medicamento. As opiniões expressas não refletem as opiniões da Ology Medical Education ou do patrocinador. A Ology Medical Education não assume responsabilidade por qualquer material contido neste documento.