Adoção clínica da terapia térmica intersticial a laser estereotáxica

Princípios

  • Na neuro-oncologia, a adoção da terapia térmica intersticial a laser (TTIL) estereotáxica para redução tumoral está crescendo rapidamente, mas pouquíssimos pacientes foram submetidos a esse procedimento, sendo uma minoria quando comparados com aqueles que passaram por uma craniotomia convencional.

Por que isso importa

  • A incorporação de novas tecnologias é um componente essencial para o avanço da assistência médica, como no caso da adoção da ressonância magnética (RM) e técnicas de tomografia computadorizada que agora são fundamentais na assistência neurocirúrgica moderna.

  • A TTIL é uma técnica neurocirúrgica inovadora que usa uma sonda de fibra óptica para induzir hipertermia em um alvo anormal, como um tumor, resultando em ablação térmica e redução da massa tumoral. É minimamente invasiva e permite acesso aos tumores que são difíceis de alcançar com a craniotomia padrão.

  • Investigar a velocidade e as características da adoção da TTIL é importante para entender como novas tecnologias se difundem no sistema de saúde.