Fragilidade cognitiva eleva o risco de quedas em idosos

Princípios

  • Idosos com fragilidade associadas ao comprometimento cognitivo correm maior risco de quedas.

Por que isso importa

    A queda representa uma grande carga na saúde pública entre idosos. Esses dados corroboram evidências anteriores de que a fragilidade cognitiva está associada a quedas e ampliam as evidências que vinculam duas ou mais quedas no período basal ao risco para quedas no futuro. A triagem precoce da fragilidade cognitiva identifica aqueles em risco de queda e permite implementar medidas preventivas.