Correlação do estado da circulação colateral com a expansão do núcleo isquêmico em pacientes com acidente vascular cerebral isquêmico agudo

Princípios

  • A taxa de expansão do núcleo isquêmico pode prever, por si só, o desfecho clínico após um acidente vascular cerebral (AVC) isquêmico agudo, e o estado da circulação colateral é um determinante importante da expansão do núcleo isquêmico.

Por que isso importa

  • O tratamento do AVC isquêmico agudo pela restauração do fluxo sanguíneo depende do bloqueio da taxa de expansão do núcleo isquêmico, que é variável nas 72 horas após o AVC isquêmico agudo.

  • Sabe-se que a taxa de expansão do núcleo isquêmico é capaz de prever o desfecho clínico de forma independente.

  • A relação entre o estado da circulação colateral e a taxa de expansão do núcleo isquêmico permanece inexplorada.

A International Medical Press é um fornecedor global de educação médica independente. Sua missão é fornecer aos profissionais de saúde informações médicas confiáveis de alta qualidade, com o objetivo de ajudar a otimizar o tratamento dos pacientes.

A International Medical Press não assume responsabilidade por quaisquer lesões e/ou danos a pessoas ou propriedade decorrentes de negligência ou de outra razão, nem por qualquer uso ou operação de quaisquer métodos, produtos, instruções ou ideias contidos neste material. Devido aos rápidos avanços nas ciências médicas, a International Medical Press recomenda que seja feita a verificação independente de diagnósticos e dosagens do medicamento. As opiniões expressas não refletem as opiniões da International Medical Press ou do patrocinador. A International Medical Press não assume responsabilidade por qualquer material contido neste documento.