Mortalidade por COVID-19 em pacientes com esclerose múltipla

Princípios

  • A proporção de pacientes com esclerose múltipla (EM) com alto risco de mortalidade por COVID-19 é inferior a 1% em uma coorte de EM com base na população. A maioria desses pacientes, incluindo a maior parte dos pacientes no grupo de alto risco, não recebeu nenhum tratamento modificador da doença (TMD).

Por que isso importa

    Pacientes com EM e mais de 60 anos de idade demonstraram ter um maior risco de mortalidade por COVID-19. O tratamento da EM com terapias imunomoduladoras pode alterar os componentes do sistema imunológico e está associado a um maior risco infeccioso, como infecção por patógenos virais. Portanto, é necessário compreender o risco de mortalidade por COVID-19 em uma população com EM, em relação ao uso dessas terapias.