neurodiem-image

Delirium e risco de conversão para demência


O conceito de delirium é difusamente conhecido, bem como suas causas e manejo terapêutico. Caracteriza-se por um curso flutuante e agudo do estado mental, com distúrbios cognitivos, principalmente atencionais. Sua ocorrência depende de uma relação complexa entre predisposição e fatores precipitantes, ocorrendo mais frequentemente em indivíduos idosos, hospitalizados e com demência ou comprometimento cognitivo prévio. No entanto, há pouco tempo surgiu um questionamento fundamental, necessário aos cuidados preventivos: “O delirium está associado ao declínio cognitivo em longo prazo, sendo fator de risco de conversão para demência?”.