Terapia intensiva precoce pode retardar a incapacidade na EMRR

Novos resultados de pesquisa indicaram que a terapia intensiva precoce pode retardar a progressão da incapacidade em pacientes com esclerose múltipla remitente-recorrente (EMRR).

Atualmente não existe consenso quanto a melhor abordagem para o controle da EMRR, disse o Dr. Pietro Iaffaldano, da Universidade de Bari Aldo Moro (University of Bari Aldo Moro) em Bari, Itália. As opções incluem terapia intensiva precoce (TIP) ou terapia de intensidade padrão seguida por escalonamento (ESC) para o tratamento modificador da doença (TMD) de maior eficácia, conforme necessário.