Suplementação lipídica enteral na retinopatia da prematuridade grave

Leia este artigo em inglês

Princípios

  • A suplementação enteral com ácido araquidônico (AA) e ácido docosaexaenoico (Docosahexaenoic Acid, DHA) reduz o risco de retinopatia da prematuridade (RDP) grave em 50% e produz níveis séricos gerais mais elevados de AA e DHA, em comparação com o tratamento padrão em recém-nascidos pré-termo extremos (RNPTE).

Por que isso importa

  • RNPTE perdem a transferência, do terceiro trimestre, de ácidos graxos poli-insaturados maternos AA e DHA, levando a deficiências que contribuem para múltiplas morbidades, incluindo RDP (doença neurovascular que pode causar cegueira).

  • A suplementação enteral de AA e DHA pode constituir uma opção mais fisiológica e de ação mais rápida, em comparação com o tratamento padrão para reduzir o risco de RDP em RNPTE. No entanto, estudos clínicos adicionais são necessários para validação e identificação da composição ideal de ácidos graxos para este grupo.

A International Medical Press é um fornecedor global de educação médica independente. Sua missão é fornecer aos profissionais de saúde informações médicas confiáveis de alta qualidade, com o objetivo de ajudar a otimizar o tratamento dos pacientes.

A International Medical Press não assume responsabilidade por quaisquer lesões e/ou danos a pessoas ou propriedade decorrentes de negligência ou de outra razão, nem por qualquer uso ou operação de quaisquer métodos, produtos, instruções ou ideias contidos neste material. Devido aos rápidos avanços nas ciências médicas, a International Medical Press recomenda que seja feita a verificação independente de diagnósticos e dosagens do medicamento. As opiniões expressas não refletem as opiniões da International Medical Press ou do patrocinador. A International Medical Press não assume responsabilidade por qualquer material contido neste documento.