Taxas de cirurgia para epilepsia ao longo do tempo e correlação entre volume hospitalar e resultados cirúrgicos

Princípios

  • Lobectomias/amigdalohipocampectomias (L/A) para epilepsia estão diminuindo, apesar das recomendações de diretrizes; centros cirúrgicos de baixo volume (BV) foram associados a taxas elevadas de complicação e transferência e Centros de nível 4 e não nível 4 produzem resultados comparáveis.

Por que isso importa

    Diretrizes nacionais dão respaldo para cirurgia para epilepsias farmacorresistentes; no entanto, acredita-se que a cirurgia ainda seja subutilizada nessa população. Compreender essas tendências ajudará em iniciativas de educação e possivelmente melhorará os resultados dos pacientes.