Mortalidade excessiva em pacientes com esclerose múltipla

Princípios

  • A idade atual e a duração da doença têm efeitos diferentes sobre as taxas de mortalidade em excesso na EM de início recorrente e EM primária progressiva (EMPP).

Por que isso importa

    A EM é uma doença desmielinizante autoimune que aumenta a mortalidade e tem demonstrado reduzir a expectativa de vida em 6 a 14 anos. Este foi o primeiro estudo a determinar as taxas de mortalidade em excesso (excess death rates, EDR) devido à EM, com idade atual e duração da doença como covariáveis.