Treinamento de marcha assistida por exoesqueleto em indivíduos com esclerose múltipla

Princípios

  • Um pequeno estudo piloto de treinamento de marcha assistido por exoesqueleto em indivíduos com esclerose múltipla (EM) e incapacidade grave apresentou melhoras significativas, mas de curta duração, na força muscular e na velocidade de caminhada, em comparação com a fisioterapia domiciliar.

Por que isso importa

  • Em indivíduos com EM e incapacidade moderada a grave, a marcha é afetada pela baixa estabilidade e coordenação, diminuição da velocidade e do comprimento do passo e simetria e eficiência comprometidas.

  • A reabilitação motora em indivíduos com EM tem como foco principal melhorar e manter a marcha. O treinamento de marcha assistida por robô foi investigado como um meio de melhorar a marcha em indivíduos com EM; no entanto, estudos informaram resultados mistos, e o impacto do treinamento de marcha assistida por robô permanece incerto.