neurodiem-image

Biomarcadores em líquidos para prever a doença de Alzheimer: em que ponto estamos?

A evidência que dá suporte ao uso de biomarcadores no líquido cefalorraquidiano (LCR) e no plasma continua a se acumular, e esses marcadores podem ajudar a prever quais pacientes desenvolverão a doença de Alzheimer (DA), segundo um painel de especialistas.

O painel se reuniu em Genebra em 2019 para analisar evidências recentes e apresentar uma análise atualizada sobre o uso de biomarcadores em líquidos na DA. A produção foi apresentada na AAIC [Alzheimer’s Association International Conference (Conferência Internacional da Associação de Alzheimer)] 2020 pelo Dr. Antoine Leuzy, da Universidade de Lund (Lund University), Suécia.