A análise de conectividade funcional e o aprendizado de máquina identificam com exatidão os pacientes com epilepsia

Pesquisadores dizem que a epilepsia pode ser identificada por análise de conectividade funcional (CF) e uma abordagem de aprendizado de máquina.

“A análise de CF passou para a vanguarda da pesquisa de cérebro humano, e os métodos de aprendizado de máquina são cada vez mais usados na análise de dados complexos”, disse o Dr. Tala Gholipour da Universidade George Washington (George Washington University) em Washington DC, nos EUA.