Traumatismo craniano como fator de risco para epilepsia de início tardio

Princípios

  • O traumatismo craniano aumentou significativa e independentemente o risco de desenvolvimento de epilepsia de início tardio em indivíduos com idade ≥ 67 anos.

Por que isso importa

  • AVC e doenças neurodegenerativas foram identificados anteriormente como fatores de risco para o desenvolvimento de epilepsia de início tardio, mas a contribuição do traumatismo craniano é menos compreendida.

  • Pesquisas adicionais sobre os mecanismos e características do traumatismo craniano na população idosa podem levar à identificação de possíveis estratégias para modificar esse risco e prevenir o desenvolvimento da epilepsia.