Níveis elevados de neurofilamentos de cadeia leve ligados à esclerose lateral amiotrófica mais grave

Princípios

  • Níveis elevados de neurofilamentos de cadeia leve no líquido cefalorraquidiano preveem a gravidade e progressão da esclerose lateral amiotrófica esporádica.

Por que isso importa

    Na prática clínica, níveis elevados de neurofilamentos de cadeia leve no líquido cefalorraquidiano poderiam prever quais indivíduos apresentam maior risco de esclerose lateral amiotrófica progressiva e incapacidade mais grave. Os níveis de neurofilamento de cadeia leve representam biomarcadores prognósticos promissores para monitorar a gravidade e a progressão da doença desse quadro.