Volume hipocampal e risco genético na doença de Alzheimer

Princípios

  • As manifestações endofenotípicas de risco poligênico na doença de Alzheimer (DA) não estão confinadas à idade mais avançada ou coortes clínicas, mas são observadas ao longo da vida em indivíduos cognitivamente saudáveis.

Por que isso importa

  • Estudos associaram APOE ε4 e pontuações de risco poligênico (Polygenic Risk Scores, PGS) para DA mais altas com menor tamanho do hipocampo, principalmente em adultos mais velhos, mas há evidências crescentes da influência contínua de fatores do início da vida em mecanismos neurais e funções cognitivas posteriores.

  • A presença de manifestações endofenotípicas da DA em indivíduos mais jovens e cognitivamente saudáveis tem implicações importantes para o desenvolvimento de terapias alvo precoces que possam potencialmente retardar ou interromper a progressão da DA e melhorar os resultados dos pacientes.

A International Medical Press é um fornecedor global de educação médica independente. Sua missão é fornecer aos profissionais de saúde informações médicas confiáveis de alta qualidade, com o objetivo de ajudar a otimizar o tratamento dos pacientes.

A International Medical Press não assume responsabilidade por quaisquer lesões e/ou danos a pessoas ou propriedade decorrentes de negligência ou de outra razão, nem por qualquer uso ou operação de quaisquer métodos, produtos, instruções ou ideias contidos neste material. Devido aos rápidos avanços nas ciências médicas, a International Medical Press recomenda que seja feita a verificação independente de diagnósticos e dosagens do medicamento. As opiniões expressas não refletem as opiniões da International Medical Press ou do patrocinador. A International Medical Press não assume responsabilidade por qualquer material contido neste documento.