Como a estenose arterial intracraniana e extracraniana afeta o risco de AVC em pacientes com doença falciforme?

Novos achados de estudos destacaram uma forte ligação entre estenose arterial intracraniana e AVC em pacientes mais jovens com doença falciforme (DF).

Pesquisadores do Centro Médico da Universidade Vanderbilt (Vanderbilt University Medical Center) em Nashville, Tennessee, nos EUA, avaliaram prospectivamente a prevalência e contribuição da estenose arterial intracraniana e extracraniana para o risco de AVC em crianças e adultos jovens (com idades entre 6 e 44 anos) com DF.

No período de 2014 a 2019, foram recrutados 167 participantes com DF (79 crianças, 88 adultos jovens; idade média de 19,4 anos), que foram submetidos a uma avaliação detalhada, inclusive exame neurológico, RM do encéfalo e angiografia por ressonância magnética (ARM) cervical e craniana.

Um total de 20 dos 167 participantes (12%) apresentava estenose intracraniana: 5 crianças (6,3%) e 15 adultos jovens (17%).

A Ology Medical Education é uma fornecedora global de educação médica independente. Sua missão é fornecer aos profissionais de saúde informações médicas confiáveis de alta qualidade, com o objetivo de ajudar a otimizar o tratamento dos pacientes.

A Ology Medical Education não assume responsabilidade por quaisquer lesões e/ou danos a pessoas ou propriedade decorrentes de negligência ou de outra razão, nem por qualquer uso ou operação de quaisquer métodos, produtos, instruções ou ideias contidos neste material. Devido aos rápidos avanços nas ciências médicas, a Ology Medical Education recomenda que deva ser feita a verificação independente de diagnósticos e dosagens do medicamento. As opiniões expressas não refletem as opiniões da Ology Medical Education ou do patrocinador. A Ology Medical Education não assume responsabilidade por qualquer material contido neste documento.