Assinaturas ictais de estruturas cerebrais subcorticais na epilepsia focal

Princípios

  • O envolvimento talâmico durante crises epilépticas é comum em tipos distintos de crises; portanto, o grau de epileptogenicidade talâmica (thalamic epileptogenicity, TE) pode constituir um potencial marcador da rede epileptogênica (epileptogenic network, EN) e do prognóstico pós-cirúrgico.

Por que isso importa

  • A conectividade córtico-subcortical (subcortical-cortical connectivity, SCC) pode ser alterada em diferentes tipos de epilepsia, e a estimulação cerebral profunda com alvo nas regiões subcorticais, como o tálamo, pode ser uma opção de tratamento para alguns pacientes, mas os mecanismos da SCC durante as crises são amplamente desconhecidos.

  • A presença de TE em tipos distintos de epilepsia constitui um potencial marcador de EN, ajudando a prever os desfechos pós-cirúrgicos dos pacientes e, assim, adaptar seu tratamento, e coloca em dúvida a visão atual da epilepsia “focal”, aludindo a uma extensa rede baseada na SCC.