Tumores intracranianos na era da COVID-19: como a pandemia mudou o tratamento do paciente

Um estudo prospectivo no Reino Unido apresentou novas percepções sobre como a pandemia da COVID-19 afetou o tratamento de pacientes com tumores intracranianos.

“A pandemia da COVID-19 afetou profundamente os serviços contra o câncer”, de acordo com o Dr. Daniel Fountain da Universidade de Manchester (University of Manchester), em Manchester, no Reino Unido. “Nosso objetivo foi determinar o efeito da pandemia da COVID-19 na tomada de decisões e os resultados para pacientes com tumores intracranianos recém-diagnosticados ou recidivantes.”

A Ology Medical Education é uma fornecedora global de educação médica independente. Sua missão é fornecer aos profissionais de saúde informações médicas confiáveis de alta qualidade, com o objetivo de ajudar a otimizar o tratamento dos pacientes.

A Ology Medical Education não assume responsabilidade por quaisquer lesões e/ou danos a pessoas ou propriedade decorrentes de negligência ou de outra razão, nem por qualquer uso ou operação de quaisquer métodos, produtos, instruções ou ideias contidos neste material. Devido aos rápidos avanços nas ciências médicas, a Ology Medical Education recomenda que deva ser feita a verificação independente de diagnósticos e dosagens do medicamento. As opiniões expressas não refletem as opiniões da Ology Medical Education ou do patrocinador. A Ology Medical Education não assume responsabilidade por qualquer material contido neste documento.