Oscilações intraoperatórias e cirurgia para epilepsia relacionada a tumor

Princípios

  • Em pessoas com tumores cerebrais de baixo grau e epilepsia refratária, ondulações rápidas (250–500 Hz) na eletrocorticografia (ECoG) intraoperatória podem ser usadas para ajudar a orientar a ressecção na cirurgia.

Por que isso importa

    As oscilações de alta frequência (High Frequency Oscillations, HFOs) na ECoG podem ajudar a delinear o tecido epileptogênico melhor do que as espículas no ECoG em pacientes com tumores de baixo grau que apresentam crises epilépticas.