Imunoglobulina intravenosa versus metilprednisolona intravenosa na encefalite anti-receptor N‑metil‑D‑aspartato

Princípios

  • A terapia combinada com imunoglobulina intravenosa (IgIV) e metilprednisolona intravenosa (MPIV) proporcionou melhores desfechos de eficácia do que qualquer terapia isolada como terapia inicial na encefalite do anti-receptor N-metil-D-aspartato (rNMDA).

Por que isso importa

  • A encefalite rNMDA é uma encefalite autoimune nova e grave caracterizada pela presença de autoanticorpos na superfície neuronal direcionados ao rNMDA.

  • Tratamentos que infrarregulam as respostas imunes, incluindo alta dose de MPIV, IgIV, ou ambos, demonstraram boas taxas de recuperação de 70% a 80%.

  • No entanto, a forma como as várias opções de tratamento diferem na taxa de resposta, velocidade de recuperação, prognóstico, recorrência e segurança permanece incerta.