A avaliação remota de pacientes com leucodistrofia é confiável?

Estudos sobre o estado funcional nas leucodistrofias, uma classe rara de distúrbios caracterizados por incapacidade neuromotora grave, são limitados pela necessidade de avaliações presenciais da mobilidade. Mas a avaliação remota pode ser útil?

Pesquisadores do Children’s Hospital of Philadelphia, na Pensilvânia, nos EUA, avaliaram a confiabilidade da escala da função motora grossa-88 (Gross Motor Function Measure-88, GMFM-88) comparando a telemedicina com as avaliações presenciais padrão de pacientes com leucodistrofia.