Latitude e exposição à radiação ultravioleta B – um indicador da gravidade da esclerose múltipla?

Princípios

  • A exposição ao ultravioleta B (UVB) contribui para a gravidade da esclerose múltipla (EM) em zonas temperadas fora dos paralelos de 40o.

Por que isso importa

  • Parece haver uma interação complexa entre fatores genéticos e ambientais tanto para o desenvolvimento da EM quanto para a sintomatologia. A latitude é um fator constantemente associado ao desenvolvimento da EM. Pouco se sabe sobre seu papel na gravidade dos sintomas.

  • Como há uma grande variedade na gravidade dos sintomas de EM entre indivíduos diagnosticados, entender por que isso ocorre pode, no futuro, ajudar a otimizar o tratamento personalizado da EM.