Relação entre imunoterapias de longo prazo e incapacidade para indivíduos com esclerose múltipla

Princípios

  • Este estudo de registro internacional verificou que o tratamento imunoterápico de longo prazo previne a incapacidade neurológica para indivíduos com esclerose múltipla remitente-recorrente (EMRR).

Por que isso importa

    Faltam evidências conclusivas do efeito da imunoterapia de longo prazo sobre a incapacidade neurológica relacionada à esclerose múltipla (EM).