Localização da zona de início da crise em pacientes com epilepsia focal

Princípios

  • A localização da zona de início das crises, com o uso de imagens de fonte ictal não invasiva com registro de eletroencefalografia (EEG) de alta densidade, coincide muito com cirurgia de ressecção ou EEG intracraniano (intracranial EEG, iEEG) em pacientes com epilepsia focal.

Por que isso importa

  • Antes da intervenção cirúrgica, tratamento curativo padrão ouro para epilepsia focal, a zona epileptogênica precisa ser definida com exatidão para garantir uma cirurgia bem-sucedida e um melhor prognóstico para o paciente. Nos dias atuais, o mapeamento pré-cirúrgico não invasivo de crises epilépticas está ausente da prática clínica mas, como demonstram os resultados deste estudo, pode se tornar um componente crítico do atendimento ao paciente no futuro.

  • A imagiologia não invasiva de fonte ictal pode ser particularmente útil ao avaliar pacientes com padrões complexos de atividade interictal, pois tendem a ser casos desafiadores, com prognósticos desfavoráveis.

A International Medical Press é um fornecedor global de educação médica independente. Sua missão é fornecer aos profissionais de saúde informações médicas confiáveis de alta qualidade, com o objetivo de ajudar a otimizar o tratamento dos pacientes.

A International Medical Press não assume responsabilidade por quaisquer lesões e/ou danos a pessoas ou propriedade decorrentes de negligência ou de outra razão, nem por qualquer uso ou operação de quaisquer métodos, produtos, instruções ou ideias contidos neste material. Devido aos rápidos avanços nas ciências médicas, a International Medical Press recomenda que seja feita a verificação independente de diagnósticos e dosagens do medicamento. As opiniões expressas não refletem as opiniões da International Medical Press ou do patrocinador. A International Medical Press não assume responsabilidade por qualquer material contido neste documento.