Exposição mais longa a TMDs associada ao adiamento do início do uso da cadeira de rodas na esclerose múltipla primariamente progressiva

Um estudo de registro de pacientes com esclerose múltipla primariamente progressiva indicou que uma exposição mais longa à terapias modificadoras da doença (TMDs) está associada ao adiamento do início do uso da cadeira de rodas.

Especialistas de centros na Itália analisaram dados de 1.214 pacientes no registro italiano de esclerose múltipla (Italian MS Registry) com pelo menos três avaliações, usando a Escala Expandida de Estado de Incapacidade (Expanded Disability Status Scale, EDSS) e pelo menos 3 anos de acompanhamento. Eles usaram modelos para avaliar como o uso de TMD afetou o risco de atingir 6 e 7 na EDSS (incapacidade grave).

A Ology Medical Education é uma fornecedora global de educação médica independente. Sua missão é fornecer aos profissionais de saúde informações médicas confiáveis de alta qualidade, com o objetivo de ajudar a otimizar o tratamento dos pacientes.