Mapeamento da heterogeneidade intratumoral epigenômica no glioblastoma

Pesquisadores relataram que o mapeamento em três dimensões (3D) do glioblastoma revela heterogeneidade intratumoral (HIT) epigenômica acentuada.

Segundo a Dra. Radhika Mathur da Universidade da Califórnia (University of California), em São Francisco, nos EUA, a falha de tratamento no glioblastoma é frequentemente atribuído à HIT, pois ela facilita a seleção de clones resistentes. No entanto, a extensão da HIT epigenômica não foi estabelecida.

Portanto, a Dra. Mathur e colegas desenvolveram uma nova abordagem topográfica para caracterizar a HIT epigenômica em 3D. Eles definiram o volume tumoral usando exames de RM pré-operatórios e, em seguida, adquiriram várias amostras intra-cirúrgicas.