A autoimunidade materna pode predispor as crianças ao transtorno obsessivo-compulsivo e tique

Pesquisadores na Austrália mostraram que transtorno de tique e o transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) na infância podem estar ligados à autoimunidade e inflamação materna.

“Pesquisas epidemiológicas, modelos animais e estudos clínicos iniciais corroboram um papel da ativação imunológica materna na etiologia de distúrbios do neurodesenvolvimento”, disse a Dra. Hannah Jones da Universidade de Sydney [University of Sydney] em Sydney, Austrália, que apresentou novos achados de estudo na ICNA/CNS 2020.

O estudo foi um estudo clínico prospectivo de caso-controle, desenhado para avaliar a prevalência de doença autoimune e outras condições pró-inflamatórias em mães de crianças com tique/TOC.

Os pesquisadores avaliaram o histórico médico materno em 200 crianças com tique/TOC, 100 crianças com outras condições neurológicas autoimunes (controles positivos) e 100 crianças sadias (controles negativos). Eles identificaram que: