Ventilação mecânica e doença cardíaca aumentam o risco de AVC em pessoas hospitalizadas com COVID-19

Princípios

  • Pessoas hospitalizadas com COVID-19 têm um risco geral de AVC de 0,5%; o risco é maior nas pessoas que precisam de ventilação mecânica ou naquelas com doença cardíaca isquêmica.

Por que isso importa

    Há preocupações crescentes sobre as complicações neurológicas e cerebrovasculares da COVID-19. Embora o risco geral de eventos cerebrovasculares seja comparável a outras infecções virais e quadros clínicos críticos, a necessidade de ventilação mecânica e a existência de doença cardíaca isquêmica aumentam a probabilidade de complicações cerebrovasculares. Portanto, pacientes críticos devem ser monitorados atentamente quanto a sintomas de acidente vascular cerebral agudo.