Metanálise sobre azatioprina para indivíduos com doença do espectro da neuromielite óptica

Princípios

  • Em uma metanálise de estudos do mundo real, foi demonstrado que a azatioprina (AZA) é eficaz na redução de recidiva, e melhora a função neurológica de indivíduos com doença do espectro da neuromielite óptica (Neuromyelitis Optica Spectrum Disorder, NMOSD).

Por que isso importa

    A NMOSD é uma doença autoimune associada à imunoglobulina G anti-aquaporina-4 do sistema nervoso central, que afeta os nervos ópticos e a medula espinhal na maioria dos indivíduos. AZA é uma terapia de primeira linha recomendada para recidivas, mas seus efeitos sobre a função neurológica dos indivíduos têm sido controversos. Os resultados deste estudo indicam as melhores práticas para o monitoramento seguro de indivíduos portadores de NMOSD tratados com AZA.

A International Medical Press é um fornecedor global de educação médica independente. Sua missão é fornecer aos profissionais de saúde informações médicas confiáveis de alta qualidade, com o objetivo de ajudar a otimizar o tratamento dos pacientes.

A International Medical Press não assume responsabilidade por quaisquer lesões e/ou danos a pessoas ou propriedade decorrentes de negligência ou de outra razão, nem por qualquer uso ou operação de quaisquer métodos, produtos, instruções ou ideias contidos neste material. Devido aos rápidos avanços nas ciências médicas, a International Medical Press recomenda que seja feita a verificação independente de diagnósticos e dosagens do medicamento. As opiniões expressas não refletem as opiniões da International Medical Press ou do patrocinador. A International Medical Press não assume responsabilidade por qualquer material contido neste documento.