Alterações microestruturais na substância branca encontradas em crianças com doenças desmielinizantes

Com o uso de uma nova técnica de imagem conhecida como análise baseada em fixel (fixel-based analysis, FBA), pesquisadores do Canadá relataram evidências de dano à substância branca (SB) em crianças com doenças desmielinizantes.

Anteriormente, alterações na SB foram caracterizadas em crianças com esclerose múltipla (EM) e doenças associadas a anticorpos contra a glicoproteína da mielina de oligodendrócitos (MOG) com o uso de imagens por tensor de difusão. No entanto, de acordo com a Dra. Sonya Bells do The Hospital for Sick Children e da Universidade de Toronto (University of Toronto), Canadá, a capacidade desse método de definir características microestruturais, como a densidade da fibra (fiber density, FD), é limitada.