Dados populacionais sugerem que a prevalência da enxaqueca permanece estável enquanto a incapacidade aumentou

Novos dados apresentados na AHS 2022 indicam que a prevalência de enxaqueca nos EUA tem sido estável, enquanto a proporção de indivíduos com pontuações moderadas ou graves na MIDAS quase dobrou, de 22% em 2005 para 42,4% em 2018.

Pesquisadores do Jefferson Headache Center, da Universidade de Indiana, do Montefiore Medical Center, da Vedanta Research e da Faculdade de Medicina Albert Einstein conduziram uma revisão sistemática de estudos nos EUA para investigar a prevalência e/ou a carga da enxaqueca, da enxaqueca episódica (EE) ou da enxaqueca crônica (EC).