Modelos multiescala na DA ajudam a associar a atividade neuronal com a dinâmica da rede cerebral

Pesquisadores dos Países Baixos desenvolveram modelos multiescala de hiperatividade da rede neuronal observada em pacientes com a doença de Alzheimer (DA).

Usando modelagem computacional, os pesquisadores simularam a dinâmica multiescala do cérebro e examinaram a ligação entre o comportamento neuronal anormal e o comprometimento da rede cerebral. O modelo também permitiu que os pesquisadores alterassem o nível de excitabilidade em neurônios inibitórios ou excitatórios para avaliar o impacto dessas alterações no comportamento da rede oscilatória em geral.

A Ology Medical Education é uma fornecedora global de educação médica independente. Sua missão é fornecer aos profissionais de saúde informações médicas confiáveis de alta qualidade, com o objetivo de ajudar a otimizar o tratamento dos pacientes.

A Ology Medical Education não assume responsabilidade por quaisquer lesões e/ou danos a pessoas ou propriedade decorrentes de negligência ou de outra razão, nem por qualquer uso ou operação de quaisquer métodos, produtos, instruções ou ideias contidos neste material. Devido aos rápidos avanços nas ciências médicas, a Ology Medical Education recomenda que deva ser feita a verificação independente de diagnósticos e dosagens do medicamento. As opiniões expressas não refletem as opiniões da Ology Medical Education ou do patrocinador. A Ology Medical Education não assume responsabilidade por qualquer material contido neste documento.