Neuroimagem para crises epilépticas não índice em pacientes pediátricos: quando é útil?

Qual é a utilidade da neuroimagem para crises epilépticas não índice em um pronto-socorro pediátrico? Em uma análise retrospectiva de prontuários, a Dra. Emma Mazzio e colegas do Children’s Hospital Colorado em Aurora, EUA, determinaram a frequência com que os resultados de exames de imagem revelaram novos achados anormais que levaram a uma mudança aguda no tratamento (MAT).

Eles avaliaram as características clínicas de 402 pacientes com crises epilépticas não índice que compareceram ao pronto-socorro pediátrico entre 2008 e 2018 que foram submetidos a neuroimagem como parte da investigação diagnóstica.

O objetivo era identificar fatores associados a achados de neuroimagem relevantes para desenvolver uma ferramenta de tomada de decisão clínica para estratificar pacientes com maior probabilidade de se beneficiarem de neuroimagens.

Os pesquisadores descobriram que:

A Ology Medical Education é uma fornecedora global de educação médica independente. Sua missão é fornecer aos profissionais de saúde informações médicas confiáveis de alta qualidade, com o objetivo de ajudar a otimizar o tratamento dos pacientes.

A Ology Medical Education não assume responsabilidade por quaisquer lesões e/ou danos a pessoas ou propriedade decorrentes de negligência ou de outra razão, nem por qualquer uso ou operação de quaisquer métodos, produtos, instruções ou ideias contidos neste material. Devido aos rápidos avanços nas ciências médicas, a Ology Medical Education recomenda que deva ser feita a verificação independente de diagnósticos e dosagens do medicamento. As opiniões expressas não refletem as opiniões da Ology Medical Education ou do patrocinador. A Ology Medical Education não assume responsabilidade por qualquer material contido neste documento.