A angiotomografia de coerência óptica é um novo biomarcador não invasivo para a doença de Alzheimer precoce

Princípios

  • Pessoas com doença de Alzheimer prodrômica apresentam alterações acentuadas nos parâmetros de perfusão retiniana, que são medidos por angiografia altamente sensível, sem alterações nas medidas morfoestruturais da retina.

Por que isso importa

    Pessoas com doença de Alzheimer têm espessura retiniana reduzida e perfusão retiniana alterada. Esses novos achados usando novas técnicas de imagem não invasivas demonstram o papel potencial da angiotomografia de coerência óptica como biomarcador não invasivo para a detecção da doença de Alzheimer precoce.