A angústia relacionada à pandemia pode piorar o controle das crises em pacientes com epilepsia

Novos dados sugerem que o controle de crises epilépticas foi afetado negativamente pelo aumento do estresse e pela falta de acesso aos cuidados durante a pandemia de COVID-19 em pacientes com epilepsia.

Vários estudos associaram estresse às crises epilépticas em pacientes com epilepsia, de acordo com a professora Jillian Rosengard da faculdade de Medicina Albert Einstein (Albert Einstein College of Medicine) em Nova York, Nova York, EUA. E algumas evidências sugerem que os pacientes com epilepsia apresentam maior risco de angústia psicológica grave durante a pandemia.