Pacientes com DP relatam declínio na atividade física e piora dos sintomas durante o lockdown

O impacto negativo do isolamento devido à COVID-19 para muitos pacientes com doença de Parkinson (DP) foi destacado por novos achados apresentadas no congresso virtual MDS 2021.

Sabe-se que a atividade física está associada a efeitos benéficos nos sintomas na DP, possivelmente relacionados aos efeitos na transmissão dopaminérgica, enquanto o comportamento sedentário tem sido relacionado a diminuição da qualidade de vida.