Volume hipocampal e risco genético na doença de Alzheimer

Princípios

  • As recidivas da esclerose múltipla (EM) no pós-parto foram associadas a altos níveis de doença inflamatória radiológica; no entanto, mais pesquisas são necessárias neste espaço.

Por que isso importa

  • Há uma interação conhecida entre os hormônios sexuais e a função imunológica, o que pode alterar o risco de EM e a evolução da doença nos anos reprodutivos e no periparto.

    • A atividade de doença da EM é menor durante a gestação, mas as recidivas e a atividade clínica são significativamente maiores no pós-parto; em parte, isso pode ser devido à descontinuação das terapias modificadoras da doença (TMDs) durante a gestação.

  • As tecnologias de neuroimagem podem ajudar a distinguir entre a verdadeira atividade de doença relacionada à EM e outras causas de alterações neurológicas no periparto, como por exemplo, o uso de tratamentos reprodutivos assistidos.

A International Medical Press é um fornecedor global de educação médica independente. Sua missão é fornecer aos profissionais de saúde informações médicas confiáveis de alta qualidade, com o objetivo de ajudar a otimizar o tratamento dos pacientes.

A International Medical Press não assume responsabilidade por quaisquer lesões e/ou danos a pessoas ou propriedade decorrentes de negligência ou de outra razão, nem por qualquer uso ou operação de quaisquer métodos, produtos, instruções ou ideias contidos neste material. Devido aos rápidos avanços nas ciências médicas, a International Medical Press recomenda que seja feita a verificação independente de diagnósticos e dosagens do medicamento. As opiniões expressas não refletem as opiniões da International Medical Press ou do patrocinador. A International Medical Press não assume responsabilidade por qualquer material contido neste documento.