Resultados promissores relatados com imunoterapia combinada para glioblastoma

Uma nova abordagem para imunoterapia pode melhorar os resultados em pacientes com glioblastoma recém-diagnosticado (GBM-RD), sugerem novos dados.

“Apesar de décadas de pesquisa, nenhuma mudança significativa na sobrevida foi feita para GBM”, de acordo com o Dr. David Reardon do Instituto do Câncer Dana-Farber (Dana-Farber Cancer Institute) em Boston, Massachusetts, nos EUA. “E apesar dos avanços com inibidores de checkpoint imune em outros cânceres, não houve melhora significativa na sobrevida em comparação com os controles históricos no GBM-RD.”