Conectividade cerebelar sensório-motora e cognitiva e dano cerebral na esclerose múltipla precoce: existe uma relação?

Princípios

  • Os domínios sensório-motor e cognitivo modificam sua conectividade funcional cerebelar em resposta a danos estruturais cerebrais, mesmo na ausência de incapacidade.

Por que isso importa

  • A relação entre a alteração da conectividade funcional cerebelar e o dano estrutural cerebral na esclerose múltipla ainda não foi elucidada; este é o primeiro estudo sobre alterações da conectividade funcional dos domínios cerebelares motor e cognitivo e sua relação com danos estruturais cerebrais em casos sem incapacidade.

  • Esses importantes achados reforçam nossa compreensão do papel clínico das alterações da conectividade funcional cerebelar e se essas alterações são a base de um estado clínico preservado, apesar do dano estrutural cerebral; essas informações, em última análise, apoiariam o desenvolvimento de terapias direcionadas aos estágios iniciais da doença.