Variações no nível de neurofilamento de cadeia leve sérico em pessoas com e sem esclerose múltipla

Princípios

  • As variações nos níveis consecutivos de neurofilamento de cadeia leve sérico (serum neurofilament light, sNfL) ocorrem tanto em pessoas com esclerose múltipla (EM) quanto em controles sadios (CS) em extensão e magnitude semelhantes.

Por que isso importa

  • O NfL sérico é uma proteína neuronal com possível uso como biomarcador da atividade da doença na EM, mas, até o momento, pouco se sabe sobre flutuações do sNfL entre medições consecutivas em indivíduos sadios ou naqueles com EM.

  • Uma compreensão mais profunda das flutuações do sNfL em CS pode ser benéfica para servir como uma “avaliação basal”, a partir da qual flutuações possivelmente patológicas ligadas à pessoas com EM podem ser avaliadas, melhorando a precisão diagnóstica e os resultados para os pacientes; no entanto, são necessários estudos adicionais para confirmação.

A International Medical Press é um fornecedor global de educação médica independente. Sua missão é fornecer aos profissionais de saúde informações médicas confiáveis de alta qualidade, com o objetivo de ajudar a otimizar o tratamento dos pacientes.

A International Medical Press não assume responsabilidade por quaisquer lesões e/ou danos a pessoas ou propriedade decorrentes de negligência ou de outra razão, nem por qualquer uso ou operação de quaisquer métodos, produtos, instruções ou ideias contidos neste material. Devido aos rápidos avanços nas ciências médicas, a International Medical Press recomenda que seja feita a verificação independente de diagnósticos e dosagens do medicamento. As opiniões expressas não refletem as opiniões da International Medical Press ou do patrocinador. A International Medical Press não assume responsabilidade por qualquer material contido neste documento.