Promotor oncogênico único de glioblastoma: O fator de splicing SRSF3.

Princípios

  • O SRSF3 foi diretamente associado ao desenvolvimento, progressão e agressividade do glioblastoma e também se correlacionou com a sobrevida do paciente. Esse gene representa um novo alvo terapêutico que justifica testes clínicos.

Por que isso importa

  • Há dados emergentes que indicam que os mecanismos de splicing de genes são alterados nos tumores, o que leva a eventos de splicing oncogênicos associados à suas progressões e agressividades.

  • Os resultados deste estudo trazem importantes informações sobre o mecanismo de splicing em glioblastomas e para o desenvolvimento de novas estratégias, de modo a auxiliar no diagnóstico, prognóstico e tratamento de glioblastomas.